Cavaleiro das Américas no Ciranda Brasileira

Jornalista e cavaleiro Filipe Massetti Leite em evento em Toronto.Por Arthur Vianna

Crianças e adultos ouviram as histórias do cavaleiro brasileiro. – Foto: Arthur Vianna

Em seu II Evento Literário, o Ciranda Brasileira acertou em cheio em convidar o jornalista e cavaleiro Filipe Massetti Leite. Para quem não sabe, Filipe realizou um feito como poucos: foi do Canadá ao Brasil montado num cavalo. Para ouvir a sua fantástica história, crianças e adultos não tiraram os olhos do cavaleiro até o último minuto. De fato, ele soube encantar toda a plateia com os detalhes de sua cavalgada.

Sua história começa com um sonho de criança, quando Filipe ouviu de seu pai a história do aventureiro suíço Aimé Tschiffely que, na década de 1920, cavalgou da Argentina aos Estados Unidos. Anos depois, já formado em jornalismo pela Ryerson University, ele decide realizar seu sonho e no dia 8 de julho de 2012 sai de Calgary, no Canadá, com destino a Barretos, no Brasil. Com os seus dois cavalos, Frenchie e Bruiser, ele tinha pela frente 16 mil quilômetros e 10 países. E quase dois anos depois, no dia 30 de abril de 2014, ele chega a Corumbá, a sua primeira parada em terras brasileiras.

A partir daquele dia, com sua aventura divulgada pela imprensa mundial, Filipe passou a ser conhecido como o Cavaleiro das Américas e começou a dar palestras por todo o Brasil. Em Barretos, no Parque do Peão, sua façanha ficou imortalizada com um monumento de 5 metros erguido em sua homenagem.

Para deixar seu registro a outras gerações, Filipe publicou um livro, cujo nome não poderia ser outro senão O Cavaleiro das Américas – a incrível e inspiradora jornada de um brasileiro e seus cavalos do Canadá até Barretos. Com 328 páginas, sendo 8 com fotos coloridas da cavalgada, a obra está da lista dos livros de não-ficção mais vendidos do Brasil.

Para quem não esteve presente e não ouviu do próprio Filipe a sua história, não tem outro remédio a não ser comprar o livro. No entanto, ele dá uma colher de chá e indica um site onde se pode assistir a vários episódios que gravou durante a cavalgada: outwildtv.com/expeditions/journey-america/.

Foto: Arthur Vianna

Enquanto no auditório, o jornalista e cavaleiro tentava responder a todas as perguntas e ainda ilustrava com casos pitorescos, em uma sala ao lado acontecia uma atividade não menos importante. Rodeada de crianças brasileiras por todos os lados, as voluntárias do programa Ciranda Brasileira trabalhavam a criatividade infantil com o mesmo tema do ilustre convidado: o cavalo. Assim, momentos depois, cada criança tinha consigo um cavalinho colorido para levar para casa.

O Ciranda Brasileira é uma instituição sem fins lucrativos que oferece atividades focadas em aproximar as crianças da cultura brasileira e da língua portuguesa. Com encontros semanais, suas atividades são desenvolvidas e coordenadas por voluntários e voltadas para crianças de 3 a 12 anos. Um de seus objetivos é proporcionar uma imersão na diversidade cultural brasileira por meio de eventos, festividades, celebrações e relações interpessoais.

E assim foi mais um significativo encontro da comunidade brasileira, com palestra, autógrafo, sorteios, venda de livros em português, atividades e brincadeiras, além de doces e salgadinhos com o jeito e o gosto do Brasil.

Entre as muitas presenças de brasileiras e brasileiros, a cônsul-geral do Brasil em Toronto, embaixadora Ana Lélia Benincá Beltrame, e patrocinadores como a Ângela Mesquita, Arnon Melo (que fez a apresentação do Cavaleiro das Américas) e Peter Hawkins.

O II Evento Literário do Ciranda Brasileira, realizado em parceria com o Conselho de Cidadania de Toronto e apoiado pelo Consulado-Geral do Brasil em Toronto, teve o patrocínio da MELLOHAWK Logística, MR. PAUL, BBQ Chicken e BRASIL REMITTANCE.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

No comments yet.

Leave a Reply