Detonando alguns mitos sobre alimentação saudável

 

Por Daniela Morgado

Informações sobre alimentação e nutrição são disseminadas diariamente através das redes sociais, pela Internet, por revitas e até mesmo por amigos e familiares. Com tantas informações contraditórias torna-se difícil separar o que é realidade do modismo alimentar. Quais são alguns dos mitos que não possuem embasamento científico?

Mito #1 – “Dietas detox vão ajudar a limpar meu organismo”. Dietas detox tornaram-se populares por prometerem purificar o organismo de substâncias tóxicas. A verdade é que não existem estudos científicos que comprovem a eficiência dessa dieta. Dois órgãos desempenham papel fundamental na “desintoxicação”do organismo: o fígado e os rins. Se você procura se desitoxicar, cuide bem desses dois órgãos, mantendo-se hidratado (a) e consumindo bebidas alcoólicas com moderação.

Mito #2 –  “O óleo de coco é a melhor alternativa para cozinhar ou consumir em saladas”. Muitas pessoas estão substituindo o óleo vegetal ou azeite de oliva pelo óleo de coco, por acreditarem ser uma opção mais saudável. Uma recente declaração feita pela American Heart Association alertou a população quanto aos possiveis efeitos deletérios do óleo de coco, comparando-o a gordura da carne e da manteiga devido ao seu alto conteúdo de gorduras saturadas. Esse tipo de gordura pode causar aumento do LDL ou colesterol “ruim”. Se você gosta do sabor do óleo de coco, consuma-o com moderação. No dia-a-dia prefira o azeite de oliva ou outros óleos vegetais para suas receitas favoritas.

Mito # 3 – “Sal rosa do Himalaia é melhor que o sal de cozinha tradicional”.  O sal do Himalaia contêm 98% de cloreto de sódio, ou seja, a mesma quantidade de sódio que o sal de cozinha. O sódio é um mineral que se consumido em excesso pode ocasionar o aumento da pressão arterial, ataques cardíacos, derrames cerebrais e alguns estudos relacionam o alto consumo de sódio com certos tipos de cancer e osteoporose. Então por que se tornou tão famoso? Porque contém potássio, cálcio e magnésio. Porém somente 2% de sua composição é formada por esses minerais. Escolha alimentos mais saudáveis para aumentar o consumo de nutrientes essenciais. Frutas e vegetais são ricos em potássio especialmente se consumidos com a casca. Leite e derivados são excelentes fontes de cálcio. Castanhas, nozes e outras sementes oleaginosas são ricas em magnesio.

Ainda confuso (a)? Mande suas perguntas para daniela@smartweightwellness.com 


Daniela Morgado é Nutricionista graduada pela Universidade de Brasilia. Obteve sua licença para atuar no Canadá em 2014 e tornou-se Educadora Certificada em Diabetes em 2016. Suas áreas de atuação são controle de peso, pre-diabetes, diabetes, doenças cardiovasculares (colesterol, hipertensão arterial). Daniela faz atendimento individualizado em Mississauga-ON e Milton-ON. Visite sua página na internet: www.smartweightwellness.com, ou conecte-se pelas redes sociais (Twitter: @RD_Morgado, Intagram: @danielamorgadoRD, Facebook: @danielamorgadoRD)

Tags: , , , , , , , , ,

No comments yet.

Leave a Reply