Canadá se transforma em destino dos pernambucanos

Cursos são até 30% mais barato em relação à Europa e EUA, além do novo programa de isenção em vistos para brasileiros

Estudar em outro país é um sonho para qualquer pessoa que deseja, não só conhecer culturas diferentes, como se especializar em alguma área ou até residir por lá. Com a política de imigração imposta pelo Donald Trump, os Estados Unidos está, aos poucos, deixando de ser o país dos sonhos para alguns estudantes. Quem ganhou com isso foi o Canadá, que hoje é o destino mais procurado pelos pernambucanos por ser mais em conta para um intercâmbio. Segundo a Wide Intercâmbio, localizada no Recife, o país desbancou a concorrência da Irlanda, Austrália, Inglaterra e EUA.

O CEO da ‘Canadá Sem Fronteiras’, Emerson Fernandes, destaca que o custo dos cursos no país é 30% mais barato que em outros lugares da Europa ou até dos EUA. “As instituições são mais receptivas, o processo de aplicação não é burocrático e, dependendo do programa escolhido, o aluno ainda tem a oportunidade de estágio remunerado e até mesmo um visto de trabalho após formado”, explica.

Além das facilidades econômicas, o governo canadense anunciou que, a partir de 1º maio deste ano, muitos brasileiros poderão entrar no país sem precisar de visto. Mas essa liberação só vai valer para pessoas que tenham sido residentes temporários do Canadá nos últimos dez anos ou que possuam um visto válido de não imigrante dos Estados Unidos. Para quem está dentro dessas opções, é preciso ainda solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem (eTA). O requerimento em questão deve ser preenchido e custa C$ 7 (dólares canadenses), e está eletronicamente ligada ao passaporte do viajante, além de ser válida por cinco anos ou até que o passaporte expire. Aqueles que não se enquadram nesses critérios ainda precisa solicitar um visto de visitante para viajar ao Canadá.

Leia matéria completa no Diário de Pernambuco, http://bit.ly/2oX48Sa

Tags: , , , , , , , , ,

Comments are closed.