Médico de família no Canadá

Uma escolha decisiva para o imigrante.

Por Marta Almeida

 

Ricardo Brandão é um dos poucos profissionais brasileiros que atuam no Canadá como médico de família. Brandão atua em Toronto depois ter feito pós doutorado e residência

Quando brasileiros imigram para o Canadá, além dos desafios de adaptação em relação à cultura, à língua e ao mercado de trabalho, uma área que gera muita preocupação é a da saúde. Afinal, com ela não se pode brincar e muitos brasileiros ficam cheios de dúvidas quando precisam dos serviços médicos canadenses. Diferente do que acontece no Brasil onde o paciente tem maior poder de decisão especialmente no serviço privado, aqui o sistema é mais burocrático. Ricardo Brandão, um dos poucos profissionais brasileiros que atuam no Canadá como médico de família, recebeu a Wave para falar sobre o assunto.

Wave: Primeiro conte como foi a sua história de imigração para o Canadá?
Dr. Brandão: Eu vim pra cá por uma situação muito pessoal, por causa da minha esposa. Cheguei em 2010, fiz um pós doutorado e trabalhei na Universidade de Toronto, já sabendo da minha necessidade de fazer as provas e possivelmente uma residência para poder trabalhar como médico clínico aqui. Foram cinco anos para esta minha transição até começar a trabalhar como médico de família aqui no Canadá.

Wave: Muitos brasileiros que imigram para cá estranham o sistema de saúde, como profissional da área, o Sr. acredita que o papel do médico de família realmente é essencial como faz crer o sistema de saúde aqui no Canadá?
Dr. Brandão: Ele é muito importante e eu diria que no mundo todo está mais ou menos bem estabelecido que o melhor modo de atenção a saúde é através do médico de família. É um método que dá mais resultados em termos de saúde, custa menos para a população de uma maneira em geral. Eu acho que é uma ótima maneira de se cuidar dos pacientes.

Wave: O que o Sr. aconselha para que os brasileiros que estão chegando ou mesmo que já vivem aqui possam se adaptar a este sistema com mais facilidade?
Dr. Brandão: Este é um desafio como outro qualquer. Eu acho que a confiança mais do que no sistema, tem que ser no seu médico de família. A partir do momento que você encontra o médico de família que dá respostas as suas necessidades, você vai criar uma outra experiência com este profissional e desenvolver uma confiança no sistema.

Wave: E o Sr. tem sido muito procurado pela comunidade? Tem aceitado novos pacientes?
Dr. Brandão: Eu fui muito procurado. Fiquei impressionado! Não imaginei que isso fosse acontecer, achei que naturalmente haveria alguns brasileiros, mas muitos apareceram até de cidades ao redor de Toronto, naturalmente em busca da facilidade de se comunicar na língua portuguesa ou mais do que a língua, talvez a cultura, obviamente porque nos entendemos melhor. A demanda foi grande a ponto que eu deixei de aceitar novos pacientes. Possivelmente no começo do ano que vem eu volte a abrir para uma pequena quantidade, mas no momento eu atingi um número em que eu começo a ter dificuldade para rever meus pacientes se eu continuar aceitando novos.

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

One Response to “Médico de família no Canadá”

  1. Paula
    January 29, 2017 at 9:19 am #

    Olá, conhecem alguém médico de família brasileiro em Montreal?