A Vitória da Perseverança

Wave conversou com o lutador Charles “do Bronx” Oliveira após a luta em Vancouver.

por Cristiana Moretzsohn

Photo by Kenned Dias

Photo by Kenned Dias

O paulista Charles “do Bronx” Oliveira nascido no Guarujá em 1989 é um lutador de artes marciais mistas (MMA) que compete no Ultimate Fighting Championship (UFC) e recentemente participou da UFC Night em Vancouver, Canadá. Wave acompanhou o lutador e seu preparador físico, o também paulista Kenned Dias durante o período do campeonato canadense e divide com seus leitores a história de força e superação deste atleta.

Photo by Kenned Dias

Photo by Kenned Dias

Nascido em uma comunidade humilde, Charles Oliveira teve uma infância difícil devido à pobreza. Começou a trabalhar desde cedo para ajudar em casa, fazendo de tudo: catando latinhas, lavando carro, etc. Passou por exames de saúde e foi diagnosticado com reumatismo aos 2 anos de idade e aos 11 anos, os pais foram informados pelos médicos que ele não deveria fazer atividade física, pois tinha problemas cardíacos. Sem dar ouvidos aos médicos, Charles iniciou a prática do jiu jitsu aos 12 anos de idade e não parou mais.

Após o primeiro campeonato, suas habilidades começaram a chamar atenção e seus pais, muito pobres, se esforçavam para que ele participasse das competições, muitas vezes deixando de pagar as contas em casa. O apelido saiu das origens pobres do lutador, os amigos chamavam a região onde ele morava de BRONXS, uma referência ao bairro da cidade de Nova York; Charles começou no MMA em Março de 2008, no Grande Prêmio da categoria de meio médios do Predador FC 9. Foi o início de uma carreira promissora. Depois de algumas vitórias e derrotas dentro do UFC, Charles Oliveira buscou evoluir sua preparação física específica para MMA com Kenned Dias, preparador físico.

A maior luta da carreira foi contra o ex campeão peso leve, o americano Anthony Pettis em Vancouver, Colúmbia Britânica. Foram três meses de exaustivos treinos, dieta e viagens em busca do aperfeiçoamento e da vitória. No dia 27 de agosto, na Arena Rogers, “Do bronxs” manteve grande superioridade no chão, mas seu oponente havia estudado bem as estratégias do lutador e o brasileiro perdeu por finalização (guilhotina) no terceiro round.

Apesar da derrota, Charles se mantém com excelente colocação e aguarda suas próximas lutas, respectivamente em NY, Estados Unidos e São Paulo, Brasil.

Wave conversou com o lutador após a luta.

Wave – “Negra, pobre e Silva: o primeiro ouro da Rio 2016 é a cara do Brasil”, essa foi a frase mais comentada quando a judoca Rafaela Silva recebeu o ouro pelo Brasil; o que acha desta afirmação?
Charles – É, temos várias semelhanças pois somos da periferia e lutamos para conquistar nossos ideais!

Wave – Você concorda que as lutas estão se tornando mais populares no Brasil após as Olimpíadas?
Charles – Sem dúvida estão crescendo muito. Os jogos olímpicos chamaram atenção e isso ajuda muito nosso esporte!

Wave – Você veio de um bairro pobre e já ouviu que nunca poderia chegar onde chegou por motivos de saúde, o que o fez ir em frente?
Charles – Primeiramente Deus, minha família que sempre me apoiou e meus amigos. Tudo isso sempre foi e sempre será meu maior incentivo.

Wave – Uma mensagem para nossos jovens atletas:
Charles – Em minha vida nada veio fácil, nunca tive muitas oportunidades, mas sempre soube o que quis, nunca desisti do meu sonho e sempre agarrei com unhas e dentes as poucas oportunidades que tive. Se você sonha com algo, vá até o fim, não fique dando desculpinhas para os erros… tente de novo e de novo… você vai alcançar, com Fé em Deus.

*Sobre o Preparador físico:

KENNED DIAS tem 32 anos anos. É graduado em Educação Física pela Universidade Metropolitana de Santos, pós graduado em Fisiologia do Exercício (UNIFESP) e especializado em treinamento funcional com certificações nacionais e internacionais como o consagrado centro de treinamento IHP(Institute of Humam Perfomance).

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments are closed.