Iraniano perdeu perna na guerra e deixa dois filhos

Bahman Golbarnezhad, ciclista do Irã, antes da prova de estrada da Paraolimpíada do Rio imagem: Comitê Paraolímpico do Irã

Bahman Golbarnezhad, ciclista do Irã, antes da prova de estrada da Paraolimpíada do Rio
imagem: Comitê Paraolímpico do Irã

O ciclista iraniano Bahman Golbarnezhad, 48, morto após acidente durante a prova de ciclismo de estrada nos Jogos Paraolímpicos do Rio-2016, na manhã do sábado, 17, deixa dois filhos e uma história de vida marcada por tragédias. Ele morreu por volta das 12h30 no Hospital da Unimed, na Barra da Tijuca, de traumatismo craniano.

Golbarnezhad era amputado da perna esquerda, vítima de uma mina terrestre durante a Guerra do Irã-Iraque, que durou oito anos durante a década de 1980. Segundo relatos da imprensa iraniana, ele era soldado à serviço do exército de seu país e pisou no artefato em um dos últimos dias de conflito.

Leia matéria completa no UOL.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Comments are closed.