As 10 grandes pequenas cidades canadenses

Vilas cheias de cultura, história, com cenários bonitos e atrações superinteressantes.

Por Christian Pedersen

A pequena Trinity - credito - discovertrinitynl

A pequena Trinity – credito – discovertrinitynl

Quando se pensa em cidades canadenses para visitar e até morar, logo grandes centros como Toronto, Montreal, Vancouver e Calgary vêm à cabeça. Estas são cidades multiculturais, cheias de atividades e oportunidades, mas, se você não tem tempo para tirar férias longas, mas precisa se desligar da correria ou gostaria de viver em um lugar mais tranquilo, uma boa ideia é explorar cidades pequenas que ficam próximas ou a poucas horas das grandes cidades. Você conhecerá vilas cheias de cultura, história, com cenários bonitos e atrações superinteressantes.

Niagara-on-the-Lake, Ontário

A cidade de Niágara Falls é conhecida no mundo todo por causa das cataratas, mas a joia mesmo fica ao lado, a pequena Niagara-on-the-Lake. Originalmente chamada de Newark, foi a capital do Upper Canada (agora província de Ontário) e hoje é uma das cidades do século 19 mais preservadas do país. Centro da região vinícola de Niágara, você pode visitar alguns vinhedos ou curtir uma das peças do Shaw Festival, que destaca obras de George Bernard Shaw.

St. Andrews-by-the-Sea, New Brunswick

Estância balneária mais antiga do Canadá, a vila fundada no século 18 está situada na extremidade de uma península apontando para o sul da Baía de Fundy, fronteira com os Estados Unidos. Uma dúzia de edifícios de 1700 sobreviveu a sua origem, enquanto outros datam de final do século 19. Com certeza um lugar único e especial.

Goderich, Ontário

Chamada de “A cidade mais bonita do Canadá” pela rainha Elizabeth II, Goderich é repleta de belos parques e jardins de flores premiados. Situada em penhascos com vista para o lago Huron, a cidade possui três praias, incluindo um grande calçadão, que permite belos passeios ao longo da costa. Algo pitoresco de Goderich é a zona central projetada em um octógono, conhecida pelos moradores como “The Square”. A cada fim de semana durante o verão, você pode conferir um mercado de agricultores locais, uma feira de antiguidades e lojas típicas.

Legal, Alberta

Com uma população de 1225 habitantes, esta pequena vila situada a 50 quilômetros ao norte de Edmonton é um exemplo fascinante da cultura franco-canadense. A vila é tão limpa e pacata que você irá achar que está em outra época. Legal é conhecida como a Capital do Mural em Francês do Mundo, por ser o lar de 35 belos murais, tudo graças a um projeto inovador liderado por uma organização cultural local. Sempre em julho, a vila realiza um festival chamado Fete Au Village, que procura unir a comunidade e ainda celebrar a cultura francesa.

Hudson, Quebec

Localizada a 60 km de Montreal e população de 5000 habitantes, Hudson foi fundada por imigrantes da Inglaterra, Escócia e Irlanda, o que a faz ter todo um charme do velho interior inglês. Quase a metade das lojas da cidade está envolvida com artesanato, ou seja, é o local perfeito pra quem curte visitar um mercado de pulgas. Pra quem curte boa comida, Hudson oferece salões de chá, bistrôs e cozinha orgânica local.

Trinity, Terra Nova e Labrador

A população permanente desta vila fundada no começo do século 18 não passa de 200 pessoas, mas os turistas que recebe constantemente são atraídos pelos edifícios preservados, igrejas antigas, museus e belezas naturais. Os visitantes podem ficar em uma variedade de pousadas e explorar galerias de arte, monumentos históricos, um teatro e até icebergs.

Dawson City, Yukon

Em 1898, na corrida pelo ouro de Klondike, milhares de garimpeiros foram para http://dawsoncity.ca/, que curiosamente já foi a maior a oeste de Winnipeg e ao norte de São Francisco, conhecida como a Paris do Norte. Boa parte desse pessoal retornou sem dinheiro para seus locais de origem, mudando o destino da cidade que hoje só tem 1300 habitantes. Dawson City é bem preservada e possui vários sítios históricos nacionais, onde turistas podem ainda procurar por ouro e visitar casas e museus.

Mahone Bay, Nova Escócia

Cidade marítima com pouco mais de 900 habitantes, Mahoney Bay fica às margens de uma baia com acesso a mais de cem ilhas. Fundada no meio do século 18, hoje tem 900 habitantes e possui três igrejas que são tidas como as mais fotografadas do Canadá. Na rua principal você encontra restaurantes e lojas.

Port Hope, Ontário

Situada a 100 km a leste de Toronto, possui o centro com edifícios do século 19 mais preservados da província. Fica em Port Hope o Capitol Theatre, o mais antigo e totalmente restaurado teatro atmosférico em operação do Canadá. A cidade é cortada pelo Ganaraska, conhecido também como “The Ganny”, rio que já causou enchentes históricas, sendo a mais recente em 1980. A ultima enchente deu origem ao Float Your Funny Down the Ganny, uma corrida aquática onde os participantes percorrem 10km do rio através de canoas, caiaques e embarcações exóticas em comemoração à inundação da cidade.

Lunenburg, Nova Escócia

Estabelecida por imigrantes alemães, franceses e suíços no século 18, o seu centro histórico com sua arquitetura única e casas pintadas em tons de rosa, verde e roxo foi reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO nos anos 90 e patrimônio histórico nacional do Canadá. Com pouco mais de 2000 habitantes, a vila de pescadores oferece museus, hotéis, restaurantes, galerias de arte e tem até o seu próprio dialeto, o Lunenburg English, que mistura inglês da Nova Inglaterra e Alemão.

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments are closed.