José Eustáquio, ACAPO

por Marta Almeida

jose eustaquio

À frente da ACAPO – Aliança dos Clubes e Associações Portuguesas do Ontário, José Eustáquio é incansável na organização da principal festa da comunidade de Língua Portuguesa no Canadá.

A cada ano, a programação ganha novos atrativos e mobiliza um grande número de imigrantes e descendentes luso-canadenses. As comemorações começaram em maio e se estendem até julho, com ponto alto na parada no dia 14 de junho.

Wave: Vamos falar inicialmente sobre a importância desta programação para a comunidade.
Eustáquio: Quando a Aliança foi fundada em 1987, um dos objetivos era a organização da celebração do dia 10 de Junho, dia de Camões e das comunidades. Naquele tempo a visão principal era o desfile do dia da Parada, o Dia de Portugal. Mas desde que eu entrei para a Aliança em 1997, nós temos tido uma visão mais vasta. Durante os meses de maio, junho e julho, organizamos eventos que chamam a atenção da comunidade canadiana para aquilo que os lusófonos têm feito aqui na cidade de Toronto e arredores. Seja com folclore, as artes plásticas, com o jantar de gala e a entrega de bolsas de estudo. Além disso, este ano, no desfile do dia 14 de junho, que é domingo, na Dundas Street teremos uma apresentação dinâmica também da cultura brasileira, angolana e moçambicana, o que havia de ser feito há muitos anos e nós conseguimos finalmente, pois a cultura portuguesa não é só aquilo que representa o Alentejo ou as Ilhas dos Açores, é tudo que representa a cultura e a língua portuguesa aqui neste país.

Wave: A tendência é esta? Promover uma maior integração entre imigrantes que falam a língua portuguesa?
Eustáquio: Nosso objetivo principal é de criar união entre todos que, eu digo com o maior orgulho, têm capacidade de falar a língua de Camões, a língua portuguesa. A Aliança quer chamar estes grupos para fazer parte da nossa família, pois eles representam o futuro. Este ano a parada vai ser uma das mais brilhantes, com muita cor, música, devido ao fato de que nós conseguimos chamar a participação de parte da comunidade brasileira e também dos países africanos.

Wave: Quais artistas vão se apresentar?
Eustáquio: A nossa luta tem sempre sido há 28 anos para fazer um festival gratuito, com nomes musicais que mais têm representado Portugal. Este ano, no dia 13 de junho vamos ter a atuação do Xutos e Pontapés que é uma banda de rock famosa portuguesa, The Gift que é uma música mais moderna e o nosso Shawn Desman que é um luso canadiano. Mas, o fato de parte do espetáculo ser gratuita complica o orçamento, e nos próximos anos, nós queremos colocar no palco os maiores artistas da língua portuguesa, mas em um ambiente que se calhar não vai ser gratuito, porém garanto que vamos tentar apresentar as melhores vozes do Brasil, dos países africanos e de Portugal.

Tags: , , , , , ,

Comments are closed.