A construção civil em Toronto

Toronto é um canteiro de obras e gera emprego e renda para muitos trabalhadores da comunidade de língua portuguesa.

Por Marta Almeida

Antonio Bravim é empreendedor na área de construção civil

Há alguns anos, era comum uma piada entre os moradores de Toronto: o Canadá só tem duas estações – inverno e obras. Isso por conta das muitas construções feitas nos meses mais quentes. Mas hoje, mesmo com temperaturas negativas, basta olhar pela cidade para comprovar que a “estação das obras” está tão longa quanto o inverno. O setor da construção civil movimenta bilhões de dólares por ano, e são tantos projetos em andamento que, em 2013, a Imigração abriu suas portas para a contratação de três mil trabalhadores. O Ministro da Cidadania, Imigração e Multiculturalismo, Jason Kenney, chegou a comparar o momento atual com o pós-guerra, quando o Canadá recorreu à imigração para tocar suas obras, e a expectativa é de que, nos próximos oito anos, vão ser necessários 320 mil profissionais para este setor. A demanda é maior para carpinteiros, eletricistas e, principalmente, soldadores e operadores de máquinas pesadas.

Luta pelos direitos

A construção civil garante o sustento de milhares de trabalhadores. Só na LIUNA Local 183, são 40 mil profissionais associados, 65% deles pertencem à comunidade de língua portuguesa. Para o Business Manager Jack Oliveira, hoje a prioridade do sindicato é a segurança deste contingente: “Eu acho que é muito importante que estes operários saiam de manhã para o trabalho e cheguem à noite a suas casas em bom estado de saúde para poder continuar a dar o suporte que as famílias deles precisam”. Associar a uma Union é um passo fundamental para que os direitos de quem trabalha na construção civil sejam respeitados. “Queremos o que é melhor para nossos sócios, não só defendemos os direitos deles nos contratos de trabalho, mas também continuamos a criar benefícios novos, enfim, eles são os nossos patrões e a gente responde a eles. Eu sempre disse que quem tem as chaves deste sindicato são os nossos sócios, portanto, estamos não só a trabalhar duro para os sócios, mas ouvindo-os e tentando concretizar muitos dos pedidos que eles fazem a gente”, conclui Oliveira.

Empreendedorismo

Na área da construção civil, não são poucos os operários que deixaram de ser empregados e investiram no negócio próprio. O brasileiro Antonio Bravim saiu da cidade de Resplendor, localizada no estado de Minas Gerais, há 27 anos. Começou trabalhando para uma empresa canadense, fazendo carpintaria de acabamento e depois renovação. Trabalhou também para uma empresa de seguros, fazendo reparos, e há 20 anos abriu uma companhia de restauração. “O mercado está aquecido há pelo menos 10 anos, estou trabalhando muito, tenho uma clientela grande e sempre há referência de um para o outro”, diz Bravim que acredita que há um potencial muito grande no mercado e está satisfeito com a escolha que fez: “Estou muito satisfeito, estou confortável e é o que eu sei fazer”.

Tags: , , , , , , , ,

16 Responses to “A construção civil em Toronto”


  1. Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function ereg() in /home4/wavemaga/public_html/wp-content/themes/spectrum/includes/theme-comments.php:62 Stack trace: #0 /home4/wavemaga/public_html/wp-content/themes/spectrum/includes/theme-comments.php(18): the_commenter_link() #1 /home4/wavemaga/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php(180): custom_comment(Object(WP_Comment), Array, 1) #2 /home4/wavemaga/public_html/wp-includes/class-wp-walker.php(146): Walker_Comment->start_el('', Object(WP_Comment), 1, Array) #3 /home4/wavemaga/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php(140): Walker->display_element(Object(WP_Comment), Array, '5', 0, Array, '') #4 /home4/wavemaga/public_html/wp-includes/class-wp-walker.php(371): Walker_Comment->display_element(Object(WP_Comment), Array, '5', 0, Array, '') #5 /home4/wavemaga/public_html/wp-includes/comment-template.php(2096): Walker->paged_walk(Array, '5', 0, 0, Array) #6 /home4/wavemaga/public_html/wp-content/themes/spectrum/comments.php(27): wp_list_comments('avatar_size=4 in /home4/wavemaga/public_html/wp-content/themes/spectrum/includes/theme-comments.php on line 62