Bibiana Neves

Palavras de sabor angolano.

Bibiana Neves

Por Juliana Dalla

Nem só no mundo dos negócios encontramos empreendedores. Assim como outros profissionais liberais, os artistas precisam ter espírito empreendedor para idealizar, coordenar e por em ação seus projetos, a fim de conquistar um lugar ao sol no concorrido mercado das artes.

Dentre os empreendedores artísticos de nossa comunidade de língua portuguesa, destaca-se a escritora angolana Bibiana Neves, que chegou ao Canadá no ano de 2000.

Bibiana sempre gostou de escrever. Por ser tímida, encontrou na escrita uma maneira de expressar seus sentimentos. Mas seu dom literário só virou profissão há pouco menos de uma década: “Tinha muitas poesias e muitos versos escritos num diário que fechava com um cadeado, mas a ideia de publicar começou a amadurecer em 2005, quando comecei a escrever os meus pensamentos e crônicas num site social (Hi5), e as pessoas gostaram tanto do que eu escrevia, que acabei por revelar aquilo que estava guardado nos diários e no computador. Com isso, acabei descobrindo a minha grande paixão, e comecei a escrever para a Platina Line, um portal de entretenimento angolano no Brasil, e depois para o  Mensalão, uma revista da comunidade angolana no Canadá”.

A primeira obra publicada por Bibiana, Refletir no Silêncio, foi lançada em 2011 pela editora canadense Page Master e contou com o patrocínio da embaixada de Angola no Canadá.  “É um livro de poemas e pensamentos, levou mais ou menos 5 anos para ser finalizado”, explica a autora. A obra pode ser adquirida através do site www.pagemaster.ca ou pelo e-mail bibianakneves@live.ca.

Tanto Refletir no Silêncio quanto seu próximo projeto literário, que deve ser publicado neste ano de 2014, são em língua portuguesa. Porém, Bibiana tem planos de publicar seus livros em inglês e francês, para melhor adequar-se ao mercado canadense.

E para quem pensa em fazer da escrita profissão, mas tem medo de apostar em uma carreira tão incerta, a jovem autora cita José de Alencar: “O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos, no mínimo fará coisas admiráveis”. Um recado de quem deu asas ao talento, transformando arte em ofício de vida.

Tags: , , , , , , ,

Comments are closed.