Vencedores da 36ª Mostra de Cinema São Paulo

Confira os vencedores deste grande festival.

Por DarioPR

`Preenchendo o Vazio

 

Terminou nesta sexta, dia 2, a 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Durante duas semanas (de 19/10 a 02/11) foram exibidos cerca de 350 títulos de mais de 60 países e diversas cinematografias em 28 espaços entre salas de cinema, museus e instituições culturais espalhados pela capital paulista. A seleção deste ano fez um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial está produzindo, além das principais tendências, temáticas, narrativas e estéticas produzidas em todo o mundo.

A 36ª Mostra Internacional de Cinema foi composta por cinco seções: Competição Novos Diretores – que exibiu títulos de diretores que tenham realizado até dois longas; Perspectiva Internacional – que apresentou um panorama do recente cinema mundial; Retrospectivas – seção com obras completas ou não de diretores importantes ou mesmo desconhecidos; Apresentações Especiais – exibição de clássicos ou de filmes de diretores que foram homenageados pela Mostra; Mostra Brasil – exibição de títulos brasileiros inéditos em São Paulo. Todos os filmes brasileiros concorreram ao Prêmio Itamaraty, mas os totalmente inéditos no país – primeiro ou segundo filme de jovens diretores – concorreram também na seção Competição Novos Diretores.

Nesta sexta, a sessão de encerramento aconteceu no Parque do Ibirapuera com a exibição ao ar livre de NOSFERATU, de F.W. Murnau, acompanhado ao vivo pela Orquestra Petrobras Sinfônica e Coral, com regência do Maestro alemão Pierre Oser, que compôs a partitura do filme.

Abaixo a lista completa dos vencedores. Os grandes premiados foram O SOM AO REDOR, COLEGAS e o documentário FRANCISCO BRENNAND.

PRÊMIOS DO JÚRI – COMPETIÇÃO NOVOS DIRETORES

Melhor Filme de Ficção:
PREENCHENDO O VAZIO, de Rama Burshtein (Israel)

Menção Honrosa para o Ator:
EDIN HASANOVIC, do filme O PESO DA CULPA, de Lars- Gunnar Lotz (Alemanha)

Melhor Filme Documentário:
WE CAME HOME, Ariana Delawari (Estados Unidos, Afeganistão)

PRÊMIOS DA CRÍTICA

Melhor Filme:
A BELA QUE DORME, Marco Bellocchio (Itália, França)

Menção Honrosa:
PERDER A RAZÃO, Joachim Lafosse (Bélgica, Luxemburgo, França, Suíça)

PRÊMIO ABRACCINE

FRANCISCO BRENNAND, Mariana Brennand Fortes (Brasil)

PRÊMIO DO PÚBLICO

Melhor Filme de Ficção Brasileiro:
COLEGAS, de Marcelo Galvão (Brasil, Argentina)

Melhor Filme de Ficção Estrangeiro:
NO, de Pablo Larraín (Chile, França, Estados Unidos)

Melhor Documentário Brasileiro:
SEMENTES DO NOSSO QUINTAL, de Fernanda Heinz Figueiredo (Brasil)

Melhor Documentário Estrangeiro:
A COPA ESQUECIDA, de Lorenzo Garzella e Filippo Macelloni (Itália)

PRÊMIO DA JUVENTUDE

Melhor Filme Brasileiro:
COLEGAS, de Marcelo Galvão (Brasil)

Melhor Filme Estrangeiro:
TENHO 11 ANOS, de Genevieve Bailey (Austrália, Marrocos, Bulgária, Holanda, Reino Unido, Estados Unidos, Suécia, China, Índia, República Tcheca, França, Tailândia, Japão, Alemanha)

PRÊMIO ITAMARATY

Melhor longa-metragem – Documentário:
FRANCISCO BRENNAND, de Mariana Brennand Fortes (Brasil)

Melhor longa-metragem – Ficção:
O SOM AO REDOR, de Kleber Mendonça Filho (Brasil)

Acesse o link para sinopse e ficha técnica de todos os filmes: 36.mostra.org/

Tags: , ,

Comments are closed.